quinta-feira, 7 de abril de 2011

Perfeição

É um conceito que muda através dos tempos, mas, tem como princípio fundamental ser algo ou alguém sem falhas ou erros. Como seres somos imperfeitos, sendo ou não humanos. Isto se dá pelo simples fato de que a vida é feita de escolhas.

Digamos que minha mãe quisesse que eu fosse Física, meu pai quisesse que eu fosse modelo de passarela e eu quisesse ser professora. Analisemos as possibilidades:

1) Física: Para início de conversa, precisaria ter uma grande aptidão para Ciências. É um curso solitário e você chega a um ponto da vida onde uma nova escolha precisa ser feita o mais acertadamente possível: ir para uma sala de aula ou se arriscar no campo das pesquisas. Digo 'arriscar' por ser um campo bastante restrito.

2) Modelo de Passarela: A maioria das meninas começam por volta de 12 anos de idade, têm altura média de 1 metro e 70 centímetros, não concluem os estudos e têm uma vida profissional curta. Muitas das que tentam, normalmente, não chegam a conhecer o super-estrelato que algumas experimentam.

3) Professora: Necessariamente conclui os estudos, pode atuar de diversas maneiras, não tem altura mínima, idade máxima ou vida profissional com prazo de validade. Eu escolheria esta opção. Escolha feita, conseqüência aceita.

Pode parecer bobagem, mas, toda escolha acarreta numa série de conseqüências. Eu não sei você, mas eu não me atreveria a estudar Física. Acredito piamente que hajam pessoas que tenham Física no DNA, mas eu não me encontro neste grupo. Não sou tão alta a ponto de pensar em ser modelo, e gosto demais de estudar para me privar disso.

Ser professora pode não ser glamuroso, ou gerar rios de dinheiro em contratos publicitários. Na verdade, professores e estudantes universitários têm algo em comum: vivem sem dinheiro. Mas, apesar desse pequeno detalhe, para mim, é a profissão que mais perto chega de ser perfeita.

E para você? Se você pudesse adicionar ou retirar alguma característica da profissão com o intuito de torná-la perfeita para você, o que adicionaria ou retiraria? Por que?

Nenhum comentário: